Filtrar
Sustentabilidade

INSTITUTO STOP HUNGER É RECONHECIDO COMO OSCIP PELO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

19/07/19 16:27

Certificação acontece após Instituto consolidar sua atuação e relevância de suas iniciativas no Brasil e permitirá que empresas doadoras e parceiros de suas ações sociais tenham isenção fiscal

São Paulo, julho de 2019 –Instituto Stop Hunger, criado e mantido pela Sodexo no Brasil com o objetivo de combater a fome e a má nutrição, acaba de ser reconhecido pelo Ministério da Justiça como uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), de acordo com os termos da Lei nº 9.790/99.

 

Este reconhecimento endossa o Instituto Stop Hunger como uma organização transparente e ética em suas ações e procedimentos, e permite, a partir de agora, que o Instituto ofereceça dedução fiscal (IR) para pessoas jurídicas, tributadas com base no lucro real, que fizerem doações para o Instituto e poderá estabelecer parcerias com o poder público, além de receber bens apreendidos, abandonados ou disponíveis administrados pela Secretaria da Receita Federal, entre outros.

 

“Esta certificação representa um passo importante na consolidação do Instituto Stop Hunger no Brasil, que ao longo de mais de três anos, demonstrou sistematicamente a eficácia e os resultados das iniciativas sociais que liderou. É um momento de grande celebração para nosso Instituto e para a Sodexo como um todo“, comemora Davi Barreto, Superintendente do Instituto Stop Hunger Brasil.

  

Sobre o Instituto Stop Hunger

A Sodexo trabalha diariamente para melhorar a qualidade de vida das pessoas e contribuir com o desenvolvimento das comunidades onde atua. Além disso, acredita que, para que exista qualidade de vida, é importante que as necessidades básicas dos indivíduos sejam atendidas. Com base nessas premissas, em 1996, funcionários da Sodexo dos Estados Unidos criaram o Stop Hunger para oferecer a algumas crianças da região de Boston uma alimentação saudável. Hoje, o Stop Hunger é uma força de liderança global na luta contra a fome e a má nutrição e está celebrando 23 anos de compromisso.

No Brasil desde 2003, diversas iniciativas Stop Hunger têm sido realizadas de maneira consistente e com importantes contribuições. Trata-se de uma organização independente e sem fins lucrativos que envolve os stakeholders da Sodexo (colaboradores, clientes, usuários, estabelecimentos credenciados e fornecedores) e membros da sociedade em geral para a realização de ações e campanhas sociais. Juntos, todos esses públicos geram forte impacto para minimizar o cenário da fome no Brasil e no mundo.

 

Principais iniciativas do Instituto Stop Hunger no Brasil

Servathon: maratona mundial de voluntariado criada nos EUA em 1996 por colaboradores da Sodexo. Tem como  objetivo combater a fome e a má nutrição em todo o mundo por meio do trabalho voluntário e da doação de alimentos. A cada ano, a iniciativa alcança mais adeptos em uma corrente de voluntariado que já arrecadou mais de 769 toneladas de alimentos não perecíveis no Brasil, ao longo de dez edições.

 

Programa Hortaliças: criado em 2003 em parceria com a UNESP, o Programa Hortaliças foi implantado nos campi de Jaboticabal e Botucatu e consiste na criação e cultivo de hortas comunitárias mantidas pelos próprios estudantes da Faculdade de Agronomia, que recebem uma bolsa de estudo para auxiliar na manutenção do plantio. O programa produz mais de 62 toneladas de alimentos por ano, que são doados para organizações beneficentes da região em que a universidade está presente.

 

Projeto Horta na Laje: ação que promove a capacitação de jovens e mulheres em técnicas de plantio no vaso, para que possam desenvolvê-las em suas casas, utilizando as hortaliças para a melhoria da condição nutricional da família ou como fonte de renda. A iniciativa conta com o apoio da Associação das Mulheres de Paraisópolis, do Instituto Escola do Povo e da União dos Moradores e do Comércio de Paraisópolis.

 

Projeto Gastronomia Sustentável: a iniciativa oferece capacitação para pessoas desempregadas e em situação de vulnerabilidade social com aulas ministradas por chefs e professores de gastronomia, abordando temas relacionados à higiene, comida saudável, sustentabilidade e empreendedorismo. Criado pela Electrolux, que elabora a grade de treinamentos, disponibiliza o espaço para as aulas e seleciona os alunos em parceria junto à prefeitura de cada cidade, em parceria com a Sodexo, que viabiliza profissionais para dar as aulas de gastronomia, segurança alimentar e segurança do trabalho, e o Instituto Stop Hunger contribuindo com a doação de insumos para as preparações, o projeto coopera para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, estabelecidos pela Agenda 2030 da ONU.

 

Conheça todas as iniciativas do Instituto Stop Hunger em www.stop-hunger.org.br.