• Início
  • Sodexo Insights
  • Como fazer o melhor onboarding em tempos de trabalho remoto

Gestão de negócios

Como fazer o melhor onboarding em tempos de trabalho remoto

 

Veja o que deve mudar no processo de integração dos talentos contratados para garantir uma recepção memorável


Como integrar novos funcionários a distância

 

Sabe aquela máxima que diz que a primeira impressão é a que fica? Pois ela vale também para o mundo empresarial. O primeiro dia de trabalho de um novo colaborador é cheio de expectativas e a companhia deve estar preparada para impressionar. Isso ajuda na atração e retenção de talentos.
 
Some-se a isso a necessidade de fazer uma integração rica, com orientações e aprendizados sobre a cultura corporativa, a rotina e as dinâmicas da empresa, de forma leve e prazerosa. Só que o desafio fica ainda maior em tempos de trabalho remoto ou híbrido.
 
Neste artigo, trazemos boas ideias para adaptar o onboarding de funcionários à nova realidade. Você vai ver:
 

O papel do onboarding para a retenção de talentos

Você sabe o que é onboarding? Qual é seu significado? Vamos lá: fazer com que o novo contratado se sinta acolhido desde o primeiro dia garante engajamento e entusiasmo. E para que ele se perceba como parte da empresa desde o comecinho, investir no processo de onboarding é fundamental.

Um estudo do Glassdoor apontou que um bom processo de onboarding de funcionários resulta em uma retenção de talentos de 82%. A integração possui um papel crucial na boa impressão do colaborador sobre a empresa. A apresentação da cultura, da dinâmica e dos benefícios tem o poder de entusiasmar ainda mais o talento recém-chegado e de fazê-lo ter a certeza de que escolheu o lugar certo.
 
A rápida adaptação do novo funcionário feita desde o processo de onboarding contribui ainda para o bom clima na organização, para que esteja alinhado com a proposta e cultura empresarial e já possa executar suas tarefas com confiança e realmente vinculado. Assim, o turnover é mais baixo e a retenção de talentos vem como resultado.

Soluções para um onboarding remoto eficiente e dinâmico 

Seja porque a empresa está trabalhando no modo 100% remoto, seja porque o novo contratado mora em outra cidade, estado ou mesmo país, o processo de integração precisa ser revisto para se manter atraente e igualmente estimulante. Integrar talentos é fundamental!

Para tanto, trabalhe em ações que tornem a recepção calorosa mesmo a distância e em formatos que prendam a atenção nas apresentações sobre a companhia e o aculturamento.

Para começar, é preciso ter um material institucional pronto (e sempre atualizado) com informações básicas para que todos comecem na mesma página. Um vídeo de apresentação bem-feito sobre a empresa, os valores, a cultura e o código de conduta é essencial. Mas lembre-se de que ele precisa ser leve, curto e atraente para prender a atenção do colaborador. Isso faz parte do onboarding remoto. 

Assim, é possível compartilhar o link e o gestor economiza o tempo de apresentações para replicar essas informações, podendo focar no acolhimento, integrando talentos.

Além disso, o RH pode preparar outros materiais, como vídeos de treinamento e conteúdos de interesse, a exemplo de bússolas com informações do dia a dia de trabalho, jogos interativos de integração para uma aprendizagem mais lúdica, cursos de e-learning personalizados, gráficos animados e trilhas de conhecimento didáticas.

Outra boa iniciativa é apostar em lives de perguntas e respostas com grupos de novatos para que eles se sintam à vontade para tirar dúvidas, expor dificuldades e se conhecerem.

Home office, presencial ou híbrido: como escolher o modelo para sua empresa?

Se você ainda tem dúvidas sobre qual é o modelo ideal de trabalho entre home-office, presencial ou híbrido, confira o material que a Sodexo preparou para te ajudar.

Como o gestor pode contribuir no onboarding

Agora que você já sabe o que é onboarding, veja como você pode contribuir para a boa integração de novos funcionários! O gestor também tem papel fundamental na criação de laços com o novo funcionário e na integração dele com o time. Por isso, reuniões individuais e com a equipe são imprescindíveis, mesmo que feitas por vídeo, mas com câmera aberta para que todos se vejam.
 
Também vale destacar um colega mais experiente para ser um guia do novo colaborador nesses primeiros dias. O gestor e o RH em conjunto podem escolher o companheiro de perfil mais compatível para estar ao lado do novato, tirando dúvidas, auxiliando em processos burocráticos e mesmo para bater um papo descontraído.
 
Vale ainda um olhar mais humano e o planejamento do onboarding com atenção voltada às pessoas. Que tal enviar uma cesta de café da manhã no primeiro dia para a casa do funcionário e um kit de boas-vindas? E pensar a rotina desses primeiros dias de uma forma que fique leve e o aprendizado seja mais efetivo, com uma carga horária menor para assimilar tanta informação? Assim, ele sente que foi esperado e que sua contratação é de grande valor para a companhia.
 
Por fim, o RH precisa acompanhar e entender o processo de onboarding na visão do novo contratado. Para tanto, os feedbacks são essenciais, garantindo uma melhoria contínua e ajustes necessários pelo caminho.

A importância da apresentação dos benefícios

Cada vez mais as empresas entendem que, além do salário, o pacote de benefícios tem o poder de atrair novos talentos. E é durante o processo de onboarding de funcionários que eles são apresentados e devem brilhar aos olhos dos recém-contratados.

A flexibilização também é fundamental para que cada um possa ajustar os benefícios oferecidos às suas necessidades e faz parte do programa de retenção de talentos. No trabalho remoto, por exemplo, não faz sentido o vale-transporte. Já o vale-alimentação ganha relevância para quem pretende cozinhar e almoçar em casa com liberdade de escolha de produtos.

Para os casos em que é preciso personalização, há opções flexíveis que possibilitam ao colaborador escolher onde deseja gastar o valor recebido. Cartões pré-pagos bandeirados podem ser usados como ajuda de custo e com outras funções, como auxílio-medicamento, cartão online para compra em aplicativos e despesas com viagens corporativas.

Aproveite o processo de integração para expor em detalhes os benefícios oferecidos e fazer com que o novo funcionário tenha a certeza de que está recebendo a melhor assistência.

Leia mais sobre remuneração além do salário: veja como personalizar os benefícios da sua equipe
 
Concluindo
 
O processo de onboarding de funcionários é estratégico para o negócio. Pessoas motivadas e engajadas trabalham melhor e contribuem para os bons resultados desde o começo de sua jornada na companhia. E esse processo culmina na retenção dos talentos.
 
O processo de integração dos novos funcionários deve acompanhar a nova realidade para que seja eficaz. Se a nova era inclui trabalho remoto/híbrido, é preciso se apoiar nas tecnologias e oferecer a melhor experiência online ao recém-contratado, lançando mão de vídeos institucionais atraentes, estratégias de gamificação e interações virtuais mais ricas e dinâmicas. As apresentações dos benefícios oferecidos também merecem destaque na jornada de onboarding.
 
Até a próxima.

Quero saber mais sobre as soluções Sodexo

thumbInscreva-se para receber novos conteúdos