• Início
  • Sodexo Insights
  • Home office: o que sua equipe deseja?

Gestão de negócios

Home office: o que sua equipe deseja?

Conheça as principais dores relatadas pelos profissionais e o que fazer para garantir que o trabalho a distância seja bem-sucedido

O que os profissionais querem no home office?

O trabalho remoto veio para ficar! Só que ao mesmo tempo em que é uma boa ideia em diversos sentidos, exige uma transformação da empresa. Isso porque as necessidades dos colaboradores mudam também, quando eles passam a trabalhar de casa. 

Mas o que os trabalhadores buscam? Benefícios flexíveis? Maior apoio com questões de saúde? Traremos as respostas neste artigo. Você verá:

Futuro do trabalho: o que os colaboradores buscam

Poder acordar poucos minutos antes do horário do expediente, não pegar trânsito, almoçar em casa, ficar mais perto da família, ter uma flexibilidade que o escritório não permite. O trabalho remoto tem mesmo vantagens incríveis. Mas a dúvida é: as empresas prepararam o colaborador para atuar nesse novo modelo? Mais do que isso, elas estão dando o suporte necessário?

 O home office entrou na vida da maioria dos brasileiros sem nenhum planejamento. Da noite para o dia, a pandemia nos obrigou a montar o próprio escritório em casa. E, apesar das dificuldades, muitas companhias descobriram que esse formato - ou mesmo o híbrido - funciona muito bem para o negócio e para o colaborador.
 
O estudo O Futuro da Vida no Trabalho, realizado pela Sodexo em parceria com a Harris Interactive, apontou que 92% dos brasileiros querem continuar trabalhando remotamente. Só que na contramão desse anseio, a pesquisa também mostrou muitas dores sentidas com o novo formato.
 
Grande parte delas envolve a falta de suporte: 25% dizem não ter recebido equipamentos ou ferramentas necessárias da companhia. Outro ponto citado foi em relação aos benefícios: 33% afirmaram que, mesmo estandoem casa, não recebem subsídios para compra de alimentos, 37% não têm serviço de creche para os filhos, 35% não contam com serviço de saúde ou acesso a atividades físicas e 30% não têm o suporte de programas de saúde mental.
 
Por isso, está mais do que na hora de fazer uma análise pensando em encontrar caminhos para oferecer o que os trabalhadores remotos realmente esperam da empresa.

Baixe o e-book gratuito com pesquisa exclusiva sobre o futuro do trabalho
Baixe agora o e-book com todos os
detalhes da pequisa sobre o futuro do trabalho

Como melhorar a experiência do colaborador

Para que tudo funcione bem e seja proveitoso para os dois lados é preciso fazer o planejamento de uma verdadeira rede de segurança, que garantirá o sucesso do trabalho remoto. E esse papel de agente da transformação cabe às empresas.
 
O conceito de experiência do colaborador (em inglês, Employee Experience ou EX) vem sendo muito discutido e incorporado pelas companhias interessadas em atrair e reter os melhores talentos. A proposta é melhorar o bem-estar do profissional, o que impacta diretamente nos resultados do negócio.
 
Para começar, é preciso olhar para os funcionários e projetar o que eles necessitam nesse novo cenário. Segundo a pesquisa da Sodexo, no topo da lista de prioridades dos trabalhadores brasileiros estão as políticas flexíveis de jornada, os benefícios (seguro saúde, creche, vale-alimentação e refeição) e serviços de suporte ao colaborador (saúde e bem-estar, por exemplo). 

Além disso, 78% dizem que gostariam de ter uma estação de trabalho mais ergonômica e 85% precisam de recolha e entrega de itens entre sua casa e o escritório.
 
Diante dos relatos dessas dores, com um bom planejamento é possível alcançar as soluções. O melhor caminho é oferecer um portfólio de benefícios que possa se adaptar aos diferentes perfis de profissionais que estão trabalhando de casa.

Benefícios para funcionários: como escolher o melhor caminho

Para resolver a questão da alimentação, a Sodexo tem o cartão Alimentação Pass, que é aceito em supermercados, mercearias e hortifrútis em todo Brasil, ideal para quem vai preparar as refeições em casa. Já para quem prefere sair para comer ou pedir delivery, há o Refeição Pass, usado por 1 milhão de brasileiros. Ambos são regulamentados pelo Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT).

Baixe o infográfico com as principais diferenças entre o VA e o VR

Vale-alimentação ou vale-refeição? Saiba como escolher
com este infográfico sobre vale-alimentação e vale-refeição

Em relação ao suporte à saúde física e mental, a Sodexo oferece uma série de opções em planos de saúde com a melhor negociação; o serviço Apoio Pass, com orientação psicológica, financeira, jurídica e social que pode ser extensível aos familiares do funcionário; e o Gympass, benefício para atividades físicas. Por fim, a Carteira Home Office, do Sodexo Multi, disponibiliza crédito para suprir as necessidades específicas de cada trabalhador remoto.

Concluindo

As necessidades do trabalhador mudaram, assim como a configuração do trabalho. Nesse sentido, atuar em casa pede outros caminhos, como benefícios flexíveis e apoio emocional. É preciso atenção às transformações para oferecer o melhor para os colaboradores, o que certamente deixará todo mundo mais motivado!

Quer saber mais? Assine nossa newsletter no formulário abaixo e ficar por dentro das novidades sobre benefícios voltados ao trabalho remoto!

Quero saber mais sobre as soluções Sodexo

thumbInscreva-se para receber novos conteúdos