• Início
  • Sodexo Insights
  • Invista nos seus melhores talentos

Gestão de negócios

Invista nos seus melhores talentos

Entenda no infográfico se vale mais a pena investir na contratação ou na retenção de profissionais

Baixe o infográfico sobre retenção de talentos

Atrair ou concentrar os esforços na retenção de talentos? São duas atividades de extrema importância para as empresas, afinal, todo negócio é movido por pessoas. Ambas envolvem esforços e custos diferentes, que devem ser avaliados pelos empregadores antes de definir uma prioridade.

Quer saber por onde começar? Fique conosco neste artigo. Você verá:

Retenção de talentos ou atração: qual é o melhor caminho

Conhece o conceito employer branding? Em português, significa "marca empregadora". Estamos falando aqui de uma empresa que oferece um excelente ambiente, estimulando o crescimento e a evolução dos seus colaboradores. E mais: quando precisa contratar uma pessoa nova, apresenta condições satisfatórias e competitivas.

Trabalhar essas duas características é vital para os negócios. Só que a prioridade deve ser sempre a retenção de talentos. Os motivos? Um deles é a redução de prejuízos intelectuais e financeiros. Altas taxas de turnover, por exemplo, elevam os gastos, uma vez que há a necessidade de arcar com encargos trabalhistas. O custo do turnover pode pesar nas contas.

Além disso, quando um profissional deixa a companhia, é sinal de que pode haver falhas graves. Algumas delas: clima de trabalho ruim, proposta de valor incompatível, baixo desempenho e cultura organizacional fraca. Tais características impactam também a atração, daí a importância de fortalecer a retenção.

Como melhorar a retenção de talentos
Gostando do assunto? Então aprofunde seu conhecimento
no infográfico sobre atração e retenção de talentos

Como calcular turnover

A rotatividade cresceu bastante nos últimos anos. Uma pesquisa realizada pela consultoria Gartner mostrou que, em maio de 2021, 16% dos gestores de RH percebiam fortes sinais de turnover nas suas empresas, índice que subiu para 34% em julho. São números que refletem estratégias enfraquecidas de retenção de talentos. 

Aliás, você já parou para analisar como está o índice por aí? Saber esse volume é essencial, sobretudo para apresentar os resultados do RH. Há algumas contas específicas para calcular o turnover:

  • [admitidos ÷ total de funcionários] x 100
  • [demitidos ÷ total de funcionários] x 100

Para o indicador geral, a continha é diferente: [admitidos + demitidos] ÷ 2 x 100.

Benefícios de trabalhar a retenção de talentos nas empresas

É uma prática organizacional muito valiosa para os empregadores porque implica em uma série de vantagens. Confira as principais!

  • Foco no engajamento e produtividade: talentos motivados trabalham bem juntos. Quando todos estão alinhados e atuando a favor do mesmo objetivo, os processos são realizados de maneira precisa e com maior rapidez.
  • Economia para a empresa: quando o índice de turnover é alto, o empregador deve arcar com os encargos trabalhistas e custear todo o processo de recrutamento e seleção para colocar outro profissional competente nos cargos ausentes. Investir em quem já está dentro de casa custa bem menos do que isso.
  • Atração de talentos: quando há pessoas satisfeitas trabalhando, a companhia transmite credibilidade entre possíveis candidatos para novas vagas e eventuais reposições. 
  • Vantagem competitiva: ter um time de primeira categoria ajuda a obter sucesso em relação à concorrência, bem como definir uma forte presença no segmento de mercado em que seu negócio está inserido. 

Como realizar a retenção de talentos na prática

Quer começar a estruturar a sua estratégia agora? Há alguns elementos/atitudes essenciais. Destacamos os principais abaixo!

Ofereça um programa de benefícios atrativo e flexível

Os benefícios são fornecidos além das remunerações para atrair e reter talentos. Um programa de bonificações estruturado conforme as demandas e necessidades de cada colaborador pode melhorar sua qualidade de vida e gerar satisfação. Alguns exemplos são vale-alimentação e vale-refeição, vale-transporte, vale-cultura, auxílio combustível e acompanhamento psicológico, entre outros.

Além disso, é importante promover o desenvolvimento profissional do colaborador por meio de capacitações de curta e longa duração, como cursos técnicos, pós-graduações, MBA, novos idiomas, entre outras. Tudo isso garante entregas de maior qualidade e mais satisfação dentro do time.

Crie um senso de comunidade

Transforme sua empresa em uma comunidade em vez de separá-la em departamentos. Reuniões descontraídas e eventos internos são excelentes para estabelecer essa aproximação de forma natural.

Além disso, crie uma sensação de colaboração mútua para favorecer tanto o desenvolvimento pessoal quanto o coletivo. 

Monte um bom plano de carreira

Tenha certeza de uma coisa: seu funcionário não está mais satisfeito em receber apenas um salário por serviços prestados. O mercado profissional vive uma revolução e as companhias precisam planejar  metas e objetivos que vão além das entregas do dia a dia para quem faz parte das suas equipes.

Portanto, traçar um plano de carreira para cada profissional, evidenciando exatamente quais responsabilidades e hierarquias cada talento pode conquistar, é uma maneira de deixá-lo empenhado para chegar até lá.

Concluindo

É essencial trabalhar ativamente na retenção de talentos, porque ela impacta a produtividade das equipes e também a atração de novos profissionais. Ao colocar ações específicas em prática, como oferecer benefícios flexíveis e ter um plano de carreira consistente, sua equipe ficará mais tempo na empresa, engajada e produzindo com qualidade. E ainda: irá servir de chamariz para candidatos de alto desempenho. Uma coisa impulsiona a outra!

Gostou deste conteúdo? Aproveite que você chegou até aqui para ter acesso a um infográfico exclusivo sobre retenção de talentos!
 

Quero saber mais sobre as soluções Sodexo

thumbInscreva-se para receber novos conteúdos